A Índia tem grandes planos para seu programa espacial, mas o cronograma não inclui fazer parte da Estação Espacial Internacional (ISS). A Organização Indiana de Pesquisa Espacial (ISRO) anunciou que planeja colocar sua própria estação no espaço.

Os projetos iniciais da estação espacial indiana indicam que será uma estrutura modular de 20 toneladas na órbita terrestre baixa (LEO), a uma altitude entre 120 km e 140 km. “Não queremos fazer parte da ISS. Nossa estação, que será montada em cinco a sete anos, não será muito grande”, disse K. Sivan, presidente do ISRO, ao Times of India.

Além da estação espacial, a ISRO tem planos para um programa de voo espacial tripulado por três astronautas. Claro, tudo isso depende do sucesso da Gaganyaan, uma espaçonave totalmente autônoma de 3,7 toneladas projetada para transportar os astronautas indianos para órbita e retornar com segurança à Terra após uma missão de até uma semana. Um lançamento de teste não tripulado da nave está programado para dezembro de 2020, e outro voo com a tripulação deverá acontecer em dezembro de 2021, de acordo com fontes da ISRO. O veículo de lançamento será o foguete GSLV Mk III.

O programa Gaganyaan incluirá tecnologias para um módulo orbital, um sistema de suporte à vida e veículos de lançamento. A ISRO já está trabalhando na tecnologia de ancoragem espacial, que é uma peça-chave para as missões espaciais tripuladas, pois permite que seres humanos caminhem livremente de uma espaçonave para outra. A ISRO provavelmente conduzirá um experimento de ancoragem no próximo ano, de acordo com a publicação do Times of India.

Fonte: Space Daily