Em meio a rumores de que a Apple apresentaria os novos AirPods Pro ainda nesta semana, silenciosamente a companhia acaba de liberar todas as informações e dúvidas que você queria saber sobre o produto.

O lançamento foi um pouco inesperado, visto que havia a expectativa de que aconteceria ainda neste mês de outubro para apresentar não só os novos AirPods, como também o Mac Pro, um MacBook Pro de 16 polegadas e os novos iPads Pro. No entanto, a imprensa não recebeu nenhum convite oficial da companhia para apresentar as novidades, significando que o lançamento aconteceu silenciosamente.

Além disso, de acordo com o designer Ben Geskin, que também é conhecido por divulgar vazamentos, a Apple estaria organizando um evento, mas apenas para uma pequena parcela da imprensa, ou seja: pessoas selecionadas.

O anúncio da novidade confirma o design dos fones de ouvido, que agora contam com uma ponteira de borracha na ponta, se tornando então um fone intra-auricular, ganhando um design mais arredondado e visivelmente diferente do original. Isso deve reduzir consideravelmente a polêmica em torno de fones que, nas orelhas de uns, ficavam caindo.

Veja a diferença entre os AirPods e os AirPods Pro:

AirPods à esquerda e AirPods Pro à direita

AirPods à esquerda e AirPods Pro à direita

O que vem com os AirPods Pro?

Os novos AirPods Pro agora contam com qualidade de som superior, e finalmente trazem a opção de cancelamento de ruído, além de serem mais leves e firmes, já que chegam como intra-auriculares. Segundo a Apple, assim como o modelo anterior dos fones, os AirPods Pro permitem também que sejam feitas ligações e interação com a Siri, além do uso para o entretenimento. O novo produto permite sincronização rápida com o iOS e iPadOS, precisando apenas que o case de carregamento seja aberto próximo a um dispositivo, efetuando o pareamento rápido com a conta do usuário no iCloud. E, claro, funciona no Android.

Desenvolvido para trazer mais conforto e encaixe, os fones acompanham três tamanhos diferentes da borracha de sua ponta, trazendo uma experiência de som mais imersiva. Os AirPods contam ainda com um sistema inovador de ventilação para equalizar a pressão e minimizar o desconforto que os fones intra-auriculares podem trazer para algumas pessoas. Os AirPods novos são resistentes à água, sendo recomendados então para o uso durante atividades físicas, em que o suor entra em contato com os pods.

Imagem: Divulgação/Apple

Imagem: Divulgação/Apple

Cancelamento de ruído e imersão sonora

O sistema de cancelamento de ruído dos novos AirPods conta com dois microfones que ajudam a reduzir o som ambiente. Um deles fica localizado na parte exterior do fone, detectando e analisando o som ambiente, criando então uma medida que anula o som externo antes mesmo que chegue aos ouvidos do usuário. O segundo microfone fica na parte interna do ouvido, cancelando o restante do ruído e adaptando o sinal sonoro 200 vezes por segundo.

Para oferecer uma melhor imersão sonora, os AirPods Pro contam com qualidade de som superior graças ao recurso Adaptive EQ, que automaticamente faz o ajuste de frequências médias e baixas da música, de acordo com cada formato de ouvido do usuário. Com a ajuda ainda de um amplificador personalizado de alta faixa dinâmica, o fone reproduz um som limpo que também prolonga a vida útil da bateria. Seu driver também oferece áudio detalhado de média e alta frequência, e graves ricos e consistentes de até 20Hz.

Imagem: Divulgação/Apple

Imagem: Divulgação/Apple

O modo de cancelamento de ruído, no entanto, não é obrigatório. Com o Modo Transparência, o usuário pode optar por não utilizar os novos fones de ouvido da Apple com a tecnologia. A alteração pode ser feita diretamente dos AirPods Pro ou ainda diretamente da Central de Controle do dispositivo iPhone ou iPad.

Imagem: Divulgação/Apple

Imagem: Divulgação/Apple

O lançamento vai acontecer no dia 30 de outubro, próxima quarta-feira, em mais de 25 países pela loja online da Apple, chegando às lojas físicas até o fim da semana. No Brasil, os AirPods Pro vão custar R$ 2.249.

Fonte: BGR