Uma pesquisa realizada na Holanda usou simulações de solos da Lua e de Marte, desenvolvidas pela NASA, e conseguiu produzir safras de alimentos. O resultado aponta que não apenas pode ser possível cultivar alimentos nesses mundos para alimentar seres humanos, como também obter sementes saudáveis a partir dos frutos que nascerem por lá.

Wieger Wamelink, principal autor do estudo, e seus colegas da Wageningen University & Research, cultivaram dez tipos diferentes de alimentos nesses solos simulados: agrião, rúcula, tomate, rabanete, centeio, quinoa, espinafre, cebolinha, ervilha e alho-poró. Nove dessas plantações cresceram bem e renderam colheitas comestíveis – a exceção foi o espinafre.

A produção total de alimento por bandeja foi mais alta no simulador de solo de Marte, que apresentou uma diferença significativa em relação ao simulador de solo da Lua. “Ficamos emocionados quando vimos os primeiros tomates cultivados no simulador de solo de Marte ficarem vermelhos”, disse Wieger Wamelink. “Isso significava que o próximo passo em direção a um ecossistema agrícola sustentável foi dado”.

As sementes produzidas por três espécies – rabanete, centeio e agrião – foram plantadas como novos testes e germinaram com sucesso. O artigo de Wieger Wamelink e seus colaboradores foi publicado na revista De Gruyter, com o título Crop growth and viability of seeds on Mars and Moon soil simulants.

Fonte: Phys.org