O brasileiro vem procurando bastante “Como ser hacker” na internet. De janeiro a julho deste ano, o termo foi pesquisado pelo menos 67 mil vezes na internet, segundo os dados da SEMrush.

A empresa de marketing digital apurou que há grande interesse dos brasileiros em recorrer a mecanismos como Google e Bing para descobrir como é possível hackear as redes sociais.

As principais dúvidas são a respeito das redes do Mark Zuckerberg e concluiu que os brasileiros pesquisaram por “como hackear o Facebook” 602 mil vezes, considerada a rede social mais procurada para essa finalidade.

Em seguida, o alvo é o aplicativo de mensagens Whatsapp, com 210 mil buscas sobre como é possível hackear a plataforma. Logo atrás, está a procura por “como hackear o Instagram”, digitada 193 mil vezes, nos sete primeiros meses do ano.

Ainda que não seja uma rede social, a SEMrush detectou que os brasileiros procuraram nos mecanismos 10 mil vezes no primeiro semestre, como hackear a Netflix, plataforma streaming de séries e filmes, que é paga.